AnimeAnimeAnimesData e Hora de lançamentoJujutsu KaisenJujutsu Kaisen

Jujutsu Kaisen: personagens femininas mitam

Episódio 17 de Jujutsu Kaisen: análise

Nota da autora - 10

10

Nota da autora

Para assistir Jujutsu Kaisen clique aqui

Ver episódio
User Rating: Be the first one !

Que episódio foi esse senhores? Jujutsu Kaisen não está de brincadeira quando o assunto é lutas, no entanto, não é só isso que nos deixou super animados com o Episódio 17 de Jujutsu Kaisen. Portanto, vamos logo analisar tudo o que aconteceu no INTERCÂMBIO COM A ESCOLA IRMÃ DE KYOTO – BATALHA DE GRUPOS 3.

Jujutsu Kaisen: personagens femininas mitam
Imagem do Portal Jujutsu Kaisen Brasil

Recapitulando Jujutsu Kaisen Episódio 16

Mas antes, sabemos que o episódio anterior, da mesma forma, foi incrível demais. Então, merece ser recapitulado; por isso, veja esta análise, no entanto, aqui também vai uma revisão rápida sobre o INTERCÂMBIO COM A ESCOLA IRMÃ DE KYOTO – BATALHA DE GRUPOS 2:

  • Em primeiro lugar, vemos um pequeno mas, certamente, emocionante trecho da luta entre Itadori e Todou; nesta parte, o veterano orienta o protagonista na hora de utilizar a energia amaldiçoada, ascendendo mais ainda o sentimento maravilhoso de amizade entre eles.
  • Depois disso, o diálogo entre Nobara e Nishimiya transcorre com muito deboche por parte da Nobara, mostrando que a caloura não tem medo de nada;
  • Posteriormente, o Panda, que estava ali junto, se separa para enfrentar o Mechamaru. A maior parte do episódio apresenta essa batalha super intensa e extraordinária entre eles: uma marionete amaldiçoada, com mutação abrupta criada pelo diretor Masamichi Yaga; e o fantoche usado por Kokichi Muta, um feiticeiro cujo corpo envolto em bandagens e sem o antebraço e as pernas, no entanto, com uma Energia Amaldiçoada capaz de se espalhar por todo o Japão.
  • Durante isso, descobrimos que Panda possui mais dois “irmãos mais velhos” representando os núcleos de seu corpo amaldiçoado: um gorila que ele usou para vencer Mechamaru, e uma irmã mais tímida ainda secreta.
  • No final, o Panda ensina uma lição muito valiosa e, apesar de toda a agressividade presente, destaca que eles não são inimigos e poderão se ajudar muito no futuro. Mas, a última cena é de Kasumi Miwa vs Maki Zenin, com a aluna de Kyoto dizendo “Ela é muito forte!”

Jujutsu Kaisen: análise

No início vemos a maravilhosa luta Miwa vs Maki, que transmitiu uma fluidez incomparável, com um único problema: foi muito rápido. Nós tivemos a apresentação do “território simples” da feiticeira de Kyoto, uma técnica muito bonita e eficiente, e a sua adversária lidando super bem –  e rápido – com todos os seus ataques. Nós concluímos que a Maki é mais maneira do que imaginávamos, além disso, capaz de formular estratégias de uma forma inconcebível, destaque para o momento surreal que ela simplesmente quebrou seu bastão e arremessou ele; como resultado, desarmou Miwa e venceu a batalha. Fiquei com dó da Miwa mas fazer o que né, ela acabou acreditando demais na gêmea malvada que não é tão malvada. Segue aí para entender.

[adinserter name=”Block 10″]

Visionária

Depois disso, vemos um pouquinho do que rolou na plateia deste evento. Acima de tudo, uma nova personagem que muitos aguardavam: Mei mei, a mercenária; ela tem o poder de invocar corvos e, portanto, os utiliza para “transmitir” o que está acontecendo nas batalhas. Por outro lado, vocês perceberam que o querido Gojo comentou não ver o que acontecia com Itadori Yuuji; certamente, já sabemos que é explicado pelo velho dos piercings ter subordinado ela – lembrando que ela é louca por money – para que a morte dele seja disfarçada.

Nenhuma boa ação vem sem punição

Posteriormente, vemos o confronto entre Nishimiya e Nobara. E, sinceramente, que menina pé no saco hein? Hehehe. Sabemos que ela, como amiga da Mai Zenin, compreendeu um ponto de vista onde as feiticeiras, além de fortes, devem ser kawais. Maaaas, a Nobara mitou ao dar uma surra nesta convencida com poder de ventilador e, o mais importante: mostrou para ela que as mulheres não tem que ser o que não querem, mas sim o que as fazem felizes. E senhores, aí que a gente se arrepia, pois isso é uma verdade, muitas vezes, sufocada pela cultura opressora, extremamente visível no Japão.

Em suma, a porradaria foi espetacular ainda mais com a arte e cores impressionantes; todos os efeitos tiveram uma qualidade altíssima. A caloura surpreendeu a todos com sua agilidade e esperteza, fala sério, que personagem massa; sem falar no humor sempre presente. Depois de derrubar a bruxinha, ela saca um martelo do Chapolim e soca com tudo hshshshs perfeita essa cena; e ela, com toda a certeza, teria vencido se não fosse tão gentil em bater com um martelo de brinquedo e então ser atingida pela bala da Mai. Muito triste, porém é a vida.

Clã Zenin

Depois disso, vemos as duas gêmeas se enfrentando e o passado delas sendo revelado.  Por meio de flashbacks muito bem construídos e inseridos durante isso, a história da família chata pra caramba de desenrola, onde uma irmã sem energia nenhuma e outra com um poder bem ruinzinho são menosprezadas.

No entanto, Maki decide que não ficará sofrendo atoa e se tornará a líder daquilo tudo, irada demais; sua irmã, por outro lado, queria levar uma vida de boas mas foi obrigada a ser feiticeira; como resultado,  pegou ranço de Maki.

[adinserter name=”Block 10″]

As cenas de luta fantásticas deixaram todos angustiados para saber o resultado desta batalha com um fundo emocionante, principalmente naquela parte que ela fica pulando na floresta desviando das balas agilmente. E finalizando, Mai usa seu poder vontade de lutar 0% para criar uma bala inesperadamente, porém, a adversária humilha ela ao pegar o tiro de mãos vazias. A feiticeira é braba e temos fé que agora todos os safados vão concordar que suas habilidades físicas estão para um nível 2, não 4.

Conclusão Episódio 17 de Jujutsu Kaisen

Em suma, os roteirista e artistas deste episódio fizeram um trabalho admirável, animação, enredo e trilha sonora impecável, dando ênfase nesta última luta que tinha tudo para ser bem sem graça, mas transformaram em uma parte bem impressionante. Na mesma linha, todo os conflitos na família Zenin ajudaram a trazer o lado humano da irmã que antes tinha um papel de vilã; é claro que sofrimento não explica uma pessoa ser escrota, no entanto, após esse final emotivo, ela provavelmente será mais humildona. Sem dúvida, a última frase de Maki foi essencial para clarear as coisas entre elas.

E um bônus deste episódio foi a forma que os feiticeiros jujutsu se protegem dos poderes do Toge (cara do salmão). A explicação é que a fala amaldiçoada pode ser defendida através de energia amaldiçoada nas áreas do ouvidos e cérebro; consequentemente, diminui o nível de apelão que essa técnica possuía.

Outra coisa que a galera não deve ter visto é que a Miwa ainda não perdeu, pois seu nome não está na última cena do episódio junto com a Nobara e a Mai; portanto, veremos a espadachim de cabelo azul em breve.

Prévia do Episódio 18 de Jujutsu Kaisen

No episódio 18 de Jujutsu Kaisen: “Sábio” (que já tem data, então confira aqui) acontecerá o acerto de contas entre  Fushiguro e Noritoshi Kamo e volta do menino salmão. Certamente, queremos ver mais alunos de Kyoto caindo.. digo, lutando contra os insuperáveis feiticeiros do time Tóquio. Essa foi uma jujutsu-feira imensamente feliz, consequentemente, te esperamos nos comentários na seção de comentários ou em nossas redes sociais logo a seguir FacebookInstagram e Twitter. Fale tudo o que você achou deste episódio! Bai bai!!

Estamos no Google News:

Relacionados:

 

Mostrar mais

Milena

Hei! Sou uma jovem padawan, nerd, otaku e a espera para se tornar protagonista de um anime Isekai!

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo