AnimeAnimeAnimesReviews

Vivy – Fluorite Eye’s Song: Hipocrisia terrorista

Episódio 4 de Vivy – Fluorite Eye’s Song: análise

Nota da autora - 10

10

Nota da autora

Para assistir Vivy, clique no botão abaixo

Ver anime
User Rating: Be the first one !

Um dos melhores animes desta temporada está nos dando uma dose de suspense, ação e emoção surpreendentes. Portanto, neste artigo vamos investigar tudo o que aconteceu e o que você pode ter deixado passar, então não deixe de ver Episódio 4 de Vivy – Fluorite Eye’s Song: análise!

Anteriormente em Vivy

Antes de tudo, confira esta análise sobre o episódio 3 de Vivy, no entanto, você também pode dar uma olhada nesta lista com os principais tópicos dele:

  • Começamos vendo a Sunrise, o hotel espacial, caindo em imagens de um possível futuro;
  • Posteriormente, na Terra, a Vivy sai de uma apresentação, se colsulta com o técnico onde questiona sobre o que é cantar com o coração e, depois disso, se encontra com Matsumoto, afirmando ser 15 ANOS DEPOIS do último acontecimento;
  • Vivy mostra que as IAs conseguiram mais direitos, o ursinho explica que se ausentou para não interferir na linha temporal e que mesmo aquela lei não entrando em vigor, outras seriam inevitáveis devido as mudanças feitas;
  • Então eles se infiltram na Sunrise com o objetivo de evitar a morte das pessoas ao hotel se chocar com a Terra, que Matsumoto explica ter ocorrido por interesses da IA que comanda o hotel, a Stella – uma robo “irmã” da Vivy muito carismática que canta bem, mas deve ser destruída;
  • Além disso, ela fala com a IA Leclerc, que avisa que a Stella estava envolvida na morte do antigo proprietário da Sunrise; como resultado, Vivy investiga Stella e acaba se encontrando com ela, onde a IA loira deixa evidente que não pretende destruir o hotel;
  • Um alarme é tocado e Stella canta uma música para acalmar os hóspedes, ao mesmo tempo, Matsumoto esclarece que ela não foi a responsável pela morte do antigo proprietário mas será a da queda; Vivy se encontra com Yuzuka;
  • Eem um diálogo entre Stella e Leclerc, elas concordam em acelerar o plano, pois alguém está investigando-as, e em um movimento parecido com abraço, Stella arranca a cabeça de Leclerc.

Episódio 4 de Vivy – Fluorite Eye’s Song: análise

Começamos vendo uma IA que foi descartada e depois resgatada pelo grupo terrorista anti-IA – enfim, a hiprocrisia – e, por coiencidência, o chefe é o cara que a Vivy resgatou a 15 anos atrás.

Mas voltando, vemos Vivy se encontrando com a irmã da Momoka, Yukuza, que reconhece a Diva mas Vivy optou por preservar sua identidade falsa, então ajudou Yukuza a se salvar.

Fake Stella

Enquanto elas caminhavam por um corredor, se deparou com a Stella, que “cumprimentou” Vivy na porradaria; mas Vivy percebeu que não era a verdadeira pois não tinha a pulseira da real, além da voz. As duas IAs se confrontam rapidamente, e Vivy escapa para proteger Yukuza; posteriormente, elas encontram a Leclerc sem cabeça.

Depois disso, Vivy promete a garotinha que salvará e se despedem de forma emocionante. Uma parte muito legal é que Vivy decidi adquirir técnicas de batalha pelo Matsumoto, evidenciando sua mudança de personalidade por um bem maior. Portanto, ela vai derrubando todos os terroristas na Sunrise que apareciam na frente, com cenas de luta lindas.

Pássaros

 

Vivy logo encontra a real Stella que tinha sido apagada pelos terroristas; a IA fala que a única que poderia ter controlado o hotel Sunrise, como aconteceu, seria Elizabeth: sua irmã com apenas cabelo e voz distintos. Stella continua explicando que quando elas foram criadas, ela se movimentava e vivia livre enquanto compartilhava a consciência com Beth, que iria ficar “dormindo” por 6 mêses. Após esse tempo, veriam se é possível criar um clone com os dados acumulados.

No entanto, Beth não reagiu como esperado e por isso foi descartada, sem nunca ver Stella.

Combate lindo

Os hóspedes da Sunrise são evacuados já que a guangue queria que o único sangue derramado vosse o deles. Mas, nesta hora, Beth, que mostra querer salvar a vida de seu mestre, portanto, injeta algo para fazâ-lo dormir.

Agora, que os únicos ali são as três IAs, elas se encontram e Beth continua seguindo os planos da gangue, sem nem lembrar de Stella, como resultado, Matsumoto avisa que estão sem tempo e Vivy logo parte pra porrada; e em movimentos fluídos e bem desenhados, Vivy dá uma cabeçada em Elizabeth que derruba ela.

Sacrifício

Stella e Vivy chegam na sala de controle, onde a IA comandante solta partes da Sunrise para que, ao se chocar com a Terra (sim, o trajeto modificou-se do que Matsumoto previu) e avisa que terá que ficar lá para isso acontecer.

É claro que Vivy ficou bolada com sua despedida, e foi bem triste mesmo, e para ficar mais triste, Beth encontra Stella no final com a memória recuperada, e elas são destruídas juntas, enquanto o hotel caí e uma canta e a outra fala com os hóspedes pela última vez.

Para terminar, Vivy revela para Yukuza quem é e dá de lembrança o ursinho do Matsumoto para ela, que também se separam até o próximo ponto de singularidade que se encontraram.

Preview do Episódio 05

Conclusão de Vivy

Esse episódio realmente foi incrível, com uma arte maravilhosa, coreografia e a trilha sonora de arrepiar. O roteiro, da mesma forma, foi muito bem estruturado, trazendos personagens muito carismáticas, backgrounds sensacionais e o desenvolvimento da história que, aos poucos, se mostra muito cativante.

E nós, certamente, vamos esperar pelas suas oponiões, expectativas e ideias nos comentários ou em nossas redes sociais logo a seguir FacebookInstagram e Twitter. 

Ah, e não deixe de ver a data de lançamento do Episódio 5 de Vivy!! Bai, bai!

Estamos no Google News:

Mostrar mais

Milena

Hei! Sou uma jovem padawan, nerd, otaku e a espera para se tornar protagonista de um anime Isekai!

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo