AnimeAnimeAnimesNotíciasOne PieceReviews

Episódio 993 de One Piece: A Arma Ancestral da Aliança dos Yonkous!

Episódio 993 de One Piece: análise

Episódio 993 de One Piece: análise

Nota da autora - 9

9

Nota da autora

Dê sua nota para One Piece!

User Rating: Be the first one !

Ah, Yamato! Como não ficar pensando neste adorável personagem no bando do Chapéu de Palha? Hoje nós vamos falar em como seu pai está planejando derrotar a marinha com a maior arma de todo o mundo de One piece, Kanjuro é o maior hate do momento e este próximo desejado integrande! Então vamos para o Episódio 993 de One Piece: análise!

Resumo do Episódio 992º de One Piece

E se você não lembra de tudo o que rolou no último episódio, não deixe de ver esta análise! Além disso, pode ver esta recapitulação, ou nesta análise completa aqui:

  • No episódio 992 vemos Luffy dando uma chance para conversar com Yamato. Após isso, vemos Law finalmente chegando na parte de trás da ilha, onde ele usar seus poderes e leva os Samurais para terra firme. Além disso, vemos a chegada do Neko e do Izo graças ao Marco que trouxe ambos, mas se retirou após isso por ver algo estranho no mar.
  • Dessa forma, temos agora todos reunidos e prontos para a batalha. Aliás, também vemos Jinbe e Robin completamente desesperados para ajudar o Momo, mas não podem fazer nada. Com isso, vemos Kaido finalmente saindo do castelo e indo para a execução, pois ele pretende anunciar o Projeto Nova Onigashima.
  • Por fim, vemos Yamato revelar que acompanhou a execução de Oden e queria ser ele. Além do mais, ele conseguiu o diário do lendário samurai e assim conheceu todas as fantásticas aventuras dele. Também vemos que na verdade ele é uma mulher que se considera um homem e planeja realizar o sonho de Oden!

Episódio 993 de One Piece: análise

O episódio abre com Yamato contando ao Luffy que, no passado, queria ter partido com Ace. Mas não pode por razão de uma fator que o faz “menos Oden”: sua falta de liberdade representada pelas algemas que explidiram se sair da ilha.

Certamente, o que mais chama atenção aqui é a forma como Luffy nota que Oden é importante para todos, no entanto, para Yamato a sua fluência se da de forma que Oden é uma forma de viver, e por isso está personificando ele ao invés de apenas ser inspirado.

 

Maldito Kanjuro

O traido sabia que os bainhas viriam por trás, e já estava os esperando. Esse cara foi realmente de dar ódio neste episódio, acima de tudo durante as revelações sobre o Momonosuke e sua árdua tentativa de lutar. Acima de tudo, vemos que o sangue de leite parou de nos assombrar e esta cena foi, em suma, de ranger os dentes.

O autor descontrolado que espancou a pobre criança contou-lhes sobre a execução e deixa os Retentores destruídos, enquanto isso, vemos como os diretores focaram no sentimentos de tensão de todos ali e estão atrasando um pouquinho para aumentar o hipe.

Cão e gato

Depois disso, começa a batalha, novamente, com o sangue desejado e agora com samurais sem cabeça de papel. Além disso, Inuarashi tem uma espada presa a perna e o Neko, uma arma no braço; estas pequenas cenas dos dois rendem boas risadas e ajudam a quebrar o clima pesado.

Um pouco antes, da mesma forma, tivemos uma rápida participação do Law e sua tripulação (jurava que eles tinham ficado no submarino) que decidem, subitamente, ir pelo seu próprio caminho. Podem anotar que ele está fazendo um novo plano, pois disse que ir por trás era o melhor caminho.

Os plano da Aliança

No meio disto tudo, Kaido conta faz um racapitulação (na Tv) sobre o estado atual do mundo e como pretendem derrubar esta marinha que confia tanto em a nova força que possuem que anulou os Shichibukais.

Portanto, eles vão atrás das Armas Ancestrais, e uma possível volta à Ilha dos Tritões aparece, com a princesa Shirahoshi sendo o alvo (e o que ela já sofreu, heim).

A nova Mugiwara

Ah, Nami, Carrot e Shinobu continuam pelando para se livrarem do Prometheus; vemos como Zeus fica imonente, não ajuda muito e logo elas são pegas pelos seres da cultura de Wano animados por Linlin. Mas, Nami coloca a missão assima e faz Shinobu escapar para salvar o pobrezinho do Momo.

No final, após entendermos o quão ruim Kaido foi com Yamato, deixou em cativeiro, espancou, arrancou sua liberdade com aquelas algemas.. Mas o Luffy, com seu jeito cômico, vai ajudá-la ser “mais Oden” e, quem sabe, a décima tripulantes (seria um ótimo redator para o diário de bordo da tripulação).

A conversa entre eles é interrompida quando escutam o anúncio do Younkou e temos a chegada triunfal da Big Mom.

Conclusão

Em primeiro lugar, a enrolação dos começos está diminuindo consideravelmente; foram apenas 3 min, ao contrário de um episódio que começou aos 6 min, na mesma linha, não abusaram nos flashbacks ou no sangue branco.

O maior destaque são os frames “poéticos” com as expresões muito bem animadas, longas pausas, trilha sonora evidente e um cenário impecável, na cena onde O-Kiku coloca o capacete, por exemplo. Mas, não podemos esqucer como foi tocante a cena do Ace no início que já deixo todo mundo triste.

Foi um episódio repleto de diálogos, ficando um pouquinho cançativo, mas era isso mesmo, por outro lado, ganhamos partes com animação surpreendente, música de rock perfeita e um roteiro bem estruturado.

Como não estar pensando logo no próximo episódio, não é mesmo? E para safar suas dúvidas, entre neste post com tudo sobre o episódio 994!

Nos deixe sua opinião nos comentários ou em nossas redes sociais logo a seguir sobre este episódio e conte-nos sobre com está seu hipe para os próximos!

FacebookInstagram e Twitter.

Bai, bai!

Estamos no Google News:
Mostrar mais

Milena

Hei! Sou uma jovem padawan, nerd, otaku e a espera para se tornar protagonista de um anime Isekai!

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo